SEJA BEM-VINDO!!!

sexta-feira, janeiro 15, 2010

FIES: REDUÇÃO DA TAXA DE JUROS PARA CONTRATOS EM VIGOR



Publicada lei que reduz juros do Fies para contratos em vigor

Juros sobre o saldo devedor caem de 6,5% para 3,5% ao ano.
Lei também aumenta prazo para a quitação da dívida.
Do G1, em Brasília


Foi publicada na edição desta sexta-feira (15) do Diário Oficial da União a lei que reduz a taxa de juros do Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies) para o saldo devedor de contratos em vigor, de 6,5% para 3,5% ao ano. Os novos contratos, que começarão a ser firmados em 2010, já terão os juros reduzidos para o mesmo percentual devido a uma decisão do Conselho Monetário Nacional (CMN) de agosto de 2009. 


Segundo o Ministério da Educação, a lei publicada nesta sexta também aumenta o prazo de quitação da dívida, de duas para três vezes a duração do curso. Alunos de medicina e de licenciaturas poderão abater o saldo devedor com trabalho na rede pública. O abatiamento poderá ser de 1% ao mês. Se o aluno já estiver trabalhando durante o curso, pode também abater a dívida.


No caso dos médicos, o trabalho precisará ser feito em áreas consideradas prioritárias para o Ministério da Saúde. A carência para eles também foi reduzida: agora, ela vai durar todo o período da residência médica, caso ela seja feita em um programa da rede credenciada pela Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM) e em área prioritária. Antigamente, esse prazo era de 18 meses.


O gerenciamento do Fies passará a ser feito pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Com isso, o estudante vai poder entrar com pedido de financiamento a qualquer momento, segundo o MEC. Os agentes financeiros serão a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil.


___________________
Fonte: http://g1.globo.com/Noticias/Vestibular/0,,MUL1449484-5604,00.html

Um comentário:

JATeixeira disse...

Caríssima Mestra!
Primeiramente,temos muito afeição pelo magistério,pelos professores...PROFESSORES(Os MESTRES) vocacionados para exercício da profissão;não os TÉCNICOS , multiplicado aos milhões que fazem vestibulares,aperfeiçoamentos,cursos e mais cursos, não pensando em aplicá-los, mas unicamente visam aumentar sua pecúnia.E essa visão trôpega,turva pelos casuísmos momentâneos e comportamental não restringe-se aos professores,está diluído em todo o mesquinho universo humano.Acreditamos que os verdadeiros Mestres,aqueles que amam verdadeiramente o que fazem, não temem submeter-se à algum exame,o melhor exame é o sucesso dos seus pupilos. Outra coisa que não entendemos é referir-se ao ensino estatal como público(aberto à população),creio que todo o ensino é público.Ele pode ser privado,quando pago,e estatal quando oferecido pelo Estado. Desejamos muito sucesso sempre.
Atenciosamente,
Teixeira

Arquivo do blog

AGRADEÇO POR SUA VISITA!